terça-feira, 10 de agosto de 2010

24 Meses


Faz hoje dois anos que entraste na minha vida, tão inesperadamente vi aquele olhar transformar-se com o tempo num grande e verdadeiro amor. Ninguém acreditava, nem mesmo nós pensámos ser tão real, tão intenso...o que pensamos que fosse apenas uma paixão igual a tantas outras, era um amor único que só nós sabemos os detalhes.
Num mundo que eu raramente compreendo, existem ventos de destino que sopram quando menos esperamos. Por vezes sopram com a violência de um furacão, outras vezes mal os sentimos no rosto. Mas os ventos não podem ser negados, trazendo, como muitas vezes trazem, um futuro impossível de ignorar. Tu, meu amor, és o vento que eu não antecipei, a rajada que soprou com mais força do que eu alguma vez imaginara possível. Tu és o meu destino!


Lembro-me do que fomos, do que vivemos, naquilo em que nos tornamos e cheguei a fazer várias vezes o feedback das coisas menos boas, daquelas coisas que poderiam impedir de eu e tu sermos “ Nós”. Naveguei no fundo da minha alma, meu barco inundou-se e estavas cada vez mais longe meu amor…Quando mergulhei no alto mar, quando atingi a profundidade plena, deste-me a mão, olhaste-me nos olhos, pediste-me para regressar à tona..aí eu vi a pessoa por quem um dia me apaixonei, com os mesmos olhos com que um dia a amara. Lá estavam todos os pormenores, todas aquelas qualidades que aos olhos inocentes de quem gosta parecem sempre fascinantes, todos aqueles grandes obstáculos, que aos olhos de quem ama, parecem sempre pequenos. Fechei os olhos… para recordar o teu colo, onde me aninhava como uma menina carente, senti a tua mão a acariciar-me os anéis do cabelo, os teus lábios macios a deslizar sobre a minha pele e ali ficava eu…. Voltei a sentir tudo o que sentia quando me abraçavas – aquela sensação de que o mundo podia ruir lá fora que nada atormentaria o nosso amor aqui dentro. Hoje acordei a pensar em ti… nos teus hábitos, nas tuas rotinas que conheço de olhos vendados, a forma como saltas da cama, como fazes a barba, a forma como te moves para vestir o teu corpo. Hoje acordei a pensar em ti… nos pequenos nadas que se tornaram diferenças colossais entre nós, nas pequenas insignificâncias que de tão pequenas que foram, minaram toda a grandeza de um grande amor. O que faríamos se o ponteiro do relógio voltasse atrás? Até onde o faríamos recuar? Quais os momentos que apagaríamos, quais aqueles que viveríamos mais intensamente? Quais os momentos que deixámos por viver? Olho para o meu relógio que marca um tempo tão distante do nosso tempo, esqueço-me dos minutos, dos segundos, deveres e compromissos. Fecho novamente os olhos e tudo que vejo é eu e tu juntos num estado sublime a que a humanidade resolveu chamar de Felicidade!



Tu és ...
o grande amor da minha vida, aquele que me faz rir,  aquele que me abraça e me faz esquecer o Mundo, aquele que por ser tão especial me compensa dia após dia com o seu amor, com a sua dedicação, com os seus mimos, todas as tristezas passadas e todas as lágrimas derramadas, aquele que me faz feliz!Voltaste a conquistar-me!Guarda dentro de ti esse amor, como se de um tesouro precioso se tratasse, não deixes jamais que isto se perca!
Que estes dois anos se repitam por muitos, bons e longos anos e que este amor seja para sempre...
ADORO-TE!


Eu sou o enigma... tu és a decifração.


Eu sou o mistério... tu és a descoberta.

Eu sou o segredo... tu és o túmulo.

Eu sou o cálculo... tu és a resolução.

Calo-me... Beijo-te... Completas-me!

5 comentários:

  1. um texto tão forte e rematas com um ADORO-TE?

    ResponderEliminar
  2. Este comentário foi removido por um administrador do blogue.

    ResponderEliminar
  3. :) começo com um sorriso porque é assim que fico quando leio o que escreveste:)!dois anos passaram,pareçe que que foi ontem,parece que te conheço desde sempre,foste a melhor coisa que me podia ter acontecido na vida,espero que daqui a muitos muitos anos escrevas de novo um texto a contar o que fizemos nos ultimos 50anos :)porque eu vou fazer de tudo paara os passar contigo!amo-te minha princesa! hugo cordeiro

    ResponderEliminar
  4. O AMO-TE já se esperava...gosto de supreender :)
    E o ADORO TE é uma palavra muito forte amiga...adorar alguém é qualquer coisa..eu, apesar de forma diferente também te adoro cabeçuda:)

    ResponderEliminar
  5. Parabéns ao casalinho.
    Love you too, cabeçuda! :P

    ResponderEliminar